December 3, 2020

Situado em um pequeno lugar da comuna de Vitória, região da Araucanía, sul do Chile, está o Bon Appetit Trattoria, um espaço gastronômico com identidade própria que oferece  um grande diferencial para a cidade: o uso sustentável de seus recursos no processo produtivo. 

Este restaurante italiano nasceu em 2016 com a ideia de impulsionar mudanças positivas, uma ideia de negócio familiar de Marlon Herrera, proprietário e fundador. Sua família sempre esteve ligada ao mundo culinário e ele decidiu, junto com o conhecimento de confeitaria da sua esposa, capacitar-se com uma ideia de negócio voltado para a gastronomia. 

Começou com a produção de massas frescas e, em seguida, incorporou progressivamente outros produtos como pizza à pedra e massa artesanal, preparações que garantiram reconhecimento do Traveller’s Choice Award 2020, graças aos comentários positivos e avaliações recebidas por seus clientes. 

Além da oferta culinária que o Bon Appetit Trattoria oferece, este restaurante se destaca pela sua gastronomia de vanguarda e de uso.  A cozinha de vanguarda que Herrera chama de “preparo de pratos com os ingredientes de melhor qualidade do território, onde predomina o uso de matérias-primas locais e nacionais com qualidade orgânica”. Por sua vez, a cozinha de uso se ajusta ao conceito de que nada se desperdiça. Dentro do processo de produção deste restaurante, os suprimentos são armazenados de modo que uma empresa é responsável por recolhê-la, dá-lhe um novo uso, e tudo o que resta é reutilizado de alguma forma ou de outra. 

“Quando falamos em ser sustentáveis, acho que conseguimos ensinar aos nossos colegas que podemos fazer as coisas de forma diferente e dar à nossa cidade outra vida. Acho que isso foi realmente valorizado e apreciado pelos nossos clientes”, diz Herrera.

“Eu vejo a pandemia de uma forma positiva”

Antes da pandemia, o produto de seu cardápio mais demandado era o platão Pehuenche, composto por pinheiros, legumes grelhados, filé de carne bovina e frutas araucanas florestais. Com o coronavírus, a pizza passou a substituir esse prato, sem deixar de lado a massa artesanal que também ganhou força porque “é normal querer algo doce e rico durante esses tempos de pandemia”, diz Herrera. 

Esta nova realidade o ajudoa implantar mudanças. “Eu vejo a pandemia de uma forma positiva, veio para colocar as coisas no seu lugar. Foi necessário para que percebêssemos outras possibilidades e opções, que não estávamos vendo”, diz Herrera.

Para a continuidade desse negócio é vital rever os protocolos de saúde. Por isso, Marlon Herrera é um dos beneficiários do programa “Arriba Todos Juntos”, projeto pelo qual recebeu insumos para poder cumprir todas as medidas sanitárias para receber seus clientes, evitando assim o contágio do vírus.   “Valorizamos muito que a CMPC esteja olhando por nós, nos apoiando e reforçando nosso pensamento de que juntos podemos ver as coisas de uma maneira diferente”, disse Herrera.