January 28, 2021

A proprietária do Café Restaurante Moll`s que faz parte da rota navegável de Carahue, localizada na capital do Choro Maltón (um tipo de marisco ou mexilhões), Nehuentúe, na região de La Araucanía, no sul do Chile, soube como aproveitar a magia do lugar para oferecer o melhor serviço aos seus clientes. 

 Nascida e criada na cidade de Nehuentué, que em madungún (lingua Mapuche) significa “lugar de resistência”, próximo à foz do Rio Imperial na região de La Araucanía, no Chile, Blanca Fritz Chocano homenageou o nome de sua terra nativa, apesar das dificuldades, com um empreendimento gastronômico familiar. 

Neta de colonos da região, Blanca cresceu como a caçula de oito irmãos. Sem saber cozinhar, nunca imaginou que muitos anos depois seria dona do Café Restaurante Moll’s com especialidades em pratos com choro maltón (um tipo de marisco ou mexilhões) – uma espécie de molusco nativo da região -, produzido localmente. 

A crise asiática atingiu a família de Blanca e deixou seu marido, Mario Lermanda, desempregado. A principal preocupação deles era terminar de educar os dois filhos, e nessa busca do que fazer, com a remuneração de Mario se aventuraram no ramo gastronômico, que chamaram de Café Restaurante Moll’s, que é o sobrenome do marido da irmã, residente na Alemanha que também a apoiou para iniciar este empreendimento. 

No começo ela se sentiu incapaz. A incerteza de começar um negócio sem saber seus resultados futuros era difícil. Ele nunca havia atendido a um público e nem sabia o que era lidar com um restaurante. Na família, cada um desempenhava um papel, o marido assumiu como garçom e ela as rédeas da cozinha, ambos sem experiência. 

‘‘Meu marido era sempre aquele que ia até a mesa, o garçon, aquele que arrumava a mesa, aquele que servia os pratos. Quando comecei, meus filhos me ajudavam a fritar, eles eram os melhores para fritar e lavar pratos”, lembra Blanca com uma risada. 

Porém, o futuro era diferente. Atualmente, Blanca é uma das empreendedoras mais antigas da Rota Navegável do Rio Carahue, com mais de 21 anos de serviço gastronômico com o seu café. ‘‘Foi difícil para mim começar porque na verdade é muito difícil pensar que temos que servir às pessoas, mas continuei, com meus filhos e com esforço aqui estamos”, diz Blanca. 

 

Seu selo

Buscando dar uma boa educação aos filhos e escapar da situação econômica em que se encontrava, Blanca Fritz investigou como encontrar uma maneira de prosperar. Não tinha certeza do que ela estava fazendo. 

 Morando na capital do Choro Maltón (um tipo de marisco ou mexilhões) – Nehuentué é uma cidade multicultural encarregada de abastecer o mercado nacional -, muitos dos turistas que vão ao Café Restaurante Moll’s vão em busca de saborear os pratos da Blanca. ‘‘As pessoas sempre vêm em busca do marisco ao vapor, pelas empanadas de choro zapato (é um tipo de empanada com marisco e presunto e queijo) e peixe frito. 

Ela também reconhece que a sua motivação anda de mãos dadas com o amor que ela sente por Nehuentue. ‘‘Minha maior felicidade é conversar com os clientes sobre a beleza da minha cidade, onde todos nós nos esforçamos para fazer as pessoas se sentirem bem-vindas aqui em Carahue, o melhor presente é tornar minha terra natal conhecida’’. 

Aos 72 anos e com mais de vinte anos de experiência na cozinha do Moll’s, ela sonha em aprender pastelaria. Desta forma, decorar bolos e pastéis passa a ser outro objetivo não muito distante de Blanca Fritz. ‘‘Estou muito feliz com meu empreendimento, foi difícil, mas vale a pena, quando as coisas são difíceis damos mais valor e apreciamos mais’’, concluiu.