December 20, 2022

O programa, que é desenvolvido em sete outros bairros das regiões de Biobío, La Araucanía e Ñuble, busca aumentar a conscientização sobre a reciclagem e o meio ambiente, reutilizando resíduos para evitar que acabem em lixões e aterros sanitários. A iniciativa é promovida pela CMPC em colaboração com o Município de San Rosendo.

“Estamos trabalhando nisso há anos e não tínhamos ninguém para coletar a reciclagem, e agora que temos aqui no próprio bairro, é maravilhoso”, disse Katherine Pino, responsável pelos workshops de meio ambiente da Escola Isidora Aguirre Tupper de San Rosendo.

Enquanto Irene Margarita Bastidas, também moradora do bairro, acrescentou que “isso é bom para todos nós, não só para reduzir a quantidade de lixo, mas também para ajudar o meio ambiente. Não é necessário ter grandes depósitos em casa, mas como diz o prefeito, separar o lixo em caixas e mandar para o lugar certo”.

Com essa perspectiva da comunidade foi que deu início na Plaza Ciudadana de San Rosendo a iniciativa Desafio San Rosendo Sem Lixo. O programa da CMPC que é realizada com o apoio de Kyklos e em colaboração com o Município do bairro que visa reduzir a quantidade de resíduos que chegam a aterros sanitários e lixões, através da reciclagem. Para a atividade, os papéis e papelão foram retirados das escolas antes do final do ano letivo, que foi contabilizado juntamente com os papéis que a comunidade levou no dia do lançamento e que foram colocados no container da praça, que somou um total de 580 kg de papel e papelão.

O lançamento contou com a presença do prefeito da cidade, Rabindranath Acuña, representantes de organizações civis de San Rosendo, juntamente com representantes da CMPC. “Eu aprecio que de uma empresa privada seja incentivado um programa que tenha uma assessoria que seja de especialistas, porque há tantas atribuições que temos dos municípios, que muitas vezes essas questões não são priorizadas, e nesse contexto complementamos algo em que estamos trabalhando, que tem a ver com um plano regional de reciclagem”, acrescentou o prefeito.

Desta forma, o bairro se junta a este desafio do qual Los Angeles, Nacimiento, Mulchén, Laja, Collipulli, Negrete e Yerbas Buenas já fazem parte, e em breve se juntará o bairro de Loncoche.

Horacio Pérez, Chefe de Assuntos Corporativos de Laja da CMPC, explicou que “estamos com este programa desde o final de 2019, e tem sido realizado nos bairros onde a CMPC tem desenvolvimento industrial e florestal, o que significou que cada bairro estão se juntando nesta luta que significa jogar menos lixo nos aterros sanitários”.

O Bairro Sem Lixo é um projeto que nasceu com o objetivo de gerar consciência e cultura de reciclagem através da colaboração dos municípios e da formação de gestores locais. Graças ao trabalho realizado pelos vizinhos com a retirada de reciclagem nas casas, à qual foram inscritas 1.844 casas em todos os bairros, e as coletas nas fábricas, comércio e escolas, entre outros, nestes 3 anos foi possível recolher 71 toneladas de latas, vidro, plásticos PET, papel e cartão para recuperação.