June 22, 2022

O reconhecido concurso de contos breves “Biobío en 100 Palabras”, apresentado pela Fundação Plagio e a CMPC, com o patrocínio da Universidade de Concepción, Chile, lançou uma edição especial do livro que reúne todos os contos vencedores dos 10 anos do concurso literário.

 

Pé de foto: Autores publicados no livro 10 Años de Biobío en 100 Palabras

 

O livro 10 años de Biobío en 100 Palabras inclui uma seleção de 79 contos de 77 autores, escritos em espanhol e mapudungun, a língua dos mapuche. Desta forma, você pode ler histórias sobre o impacto do terremoto de 2010 na região, o surto social e, também, histórias sobre lugares que não existem mais, como o Cinema Ducal ou La Hormiguita. Os contos estão divididos em cinco seções no livro: Dia a dia, Imaginário, Cantos Obscuros, Memória, e Personagens e Paisagens. O livro publica, também, as ilustrações feitas por 20 artistas locais como Silvana Youlton, Catalina Bu, Carola Josefa e Claudio Romo.

“Estamos muito contentes por apresentar esta edição especial do livro, que recolhe os testemunhos, memórias, anedotas, paisagens e lugares característicos da região, dos mais diversos pontos de vista, na voz das crianças, jovens e adultos da região”, comenta Soledad Camponovo, Coordenadora Geral da Fundação Plagio.

O lançamento do livro aconteceu no Auditório da Faculdade de Humanidades da Universidade de Concepción e assistiram a reconhecida atriz Blanca Lewin, quem fez a leitura de alguns contos, e Noelia Carrasco, Doutora em Antropologia Social e Cultural da Universidade Autônoma de Barcelona e acadêmica da Universidade de Concepción. Durante a atividade, a doutora Carrasco percorreu e analisou como os relatos mostram as mudanças que a região tem vivido durante esta última década.

“Como Empresas CMPC estamos muito contentes de fazer parte deste projeto, que nestes últimos 10 anos, cresceu e chegou a todos os cantos da região. Biobío en 100 Palabras é uma iniciativa que cria um espaço único para a comunidade compartilhar suas histórias e experiências. Queremos agradecer a todos aqueles que mandaram seus contos para o concurso, pois através das suas vozes pudemos conhecer ainda melhor a região”, comentou Felipe Alveal, Subgerente de Assuntos Corporativos das Empresas CMPC.

Por sua vez, Rodrigo Piracés, Diretor de Extensão e da Pinacoteca da Universidade de Concepción, destacou: “Nos enche de orgulho que a nossa casa de estudos faça parte deste projeto desde seu início, e principalmente agora que está comemorando 10 anos com esta grande edição”.

O livro 10 años de Biobío en 100 Palabras terá uma tiragem de 1.000 exemplares, os quais serão distribuídos gratuitamente nas bibliotecas públicas e escolares da região. Também estará disponível no formato digital no site do concurso.

 

História do concurso

Em 2012, quando se iniciou o evento sob o nome “Concepción en 100 Palabras”, recebeu 4,422 contos, escritos apenas em espanhol. Hoje, após 10 anos daquela edição, o concurso agora chamado “Biobío en 100 Palabras” tornou-se o concurso literário mais importante da região, com mais de 88 mil narrações, não apenas em espanhol, mas também em mapudungún, vindas de todos os municípios da região, como Alto Biobío, Arauco, Concepción, Hualpén, Hualqui, Los Ángeles, San Pedro de la Paz e Talcahuano. Durante esta década de “Biobío en 100 Palabras”, foram editados 9 livros e publicados mais de 900 autoras e autores.

 

Próxima edição

No próximo dia 7 de julho será o lançamento presencial da XI edição do “Biobío en 100 Palabras”, a qual estará aberta até 14 de outubro. Durante a convocatória também serão realizados vários workshops e atividades presenciais gratuitas com escritores nacionais e locais, que buscam incentivar pessoas de todas as idades a criar contos e participar na nova edição do concurso. Os primeiros a confirmar foram a escritora chilena Alejandra Costamagna e o artista visual, cineasta e acadêmico da Universidade de Concepción Francisco Huichaqueo.