April 9, 2021

A CMPC, junto com o Desafío Levantemos Chile, desenvolve projetos de acesso à água potável em algumas áreas rurais do sul do país, onde cerca de 200 famílias já foram beneficiadas.

Um novo dia-a-dia vivem 17 famílias da comunidade José Cayuman de Lumaco na região de La Araucanía, as quais foram beneficiadas em uma fase inicial com o projeto “Desafio Água para o Chile”, iniciativa da CMPC em parceria com Desafío Levantemos Chile em áreas rurais das regiões de Biobío e La Araucanía.

Dimensionar a escassez de água ou, definitivamente, viver sem acesso a ela pode ser difícil de imaginar quando se vive em uma cidade conectada a serviços básicos. Porém, onde não há água, a alternativa é captá-la em nascentes, quando houver, ou aguardar o caminhão-tanque.

Diante dessa dura realidade que existe no mundo rural, o projeto Desafio Água para o Chile foi criado com o espírito e a convicção de que projetos podem ser executados em curto prazo para oferecer soluções que respondam à mudança da qualidade de vida de cerca de 200 famílias que fazem parte do mundo rural.

“Quando você tem filhos pequenos, é mais difícil não ter água. Você perde muito tempo carregando água, e além tem que ficar de olho nas crianças. Sem água tudo se complica, principalmente a higiene das crianças, limpeza da casa, lavar a roupa e preparar a comida”, conta Rosa Leviqueo, membro da comunidade.

No entanto, acrescenta: “Agora temos uma água muito boa que nos serve a todos na comunidade e com ela posso ter meus legumes e frutas em casa, poderei ter tudo mais limpo, na verdade isto é muito bom para nós que não tínhamos água antes”.

Delia Vega veio de uma comunidade de Lautaro e chegou para morar na comunidade José Cayuman através do seu marido. Quando ela chegou no lugar, a falta de água não era novidade, porque de onde ela veio essa carência também fazia parte do seu dia-a-dia.

“Antes, eu saia para procurar água em balde para ter em casa e poder cozinhar; e antes íamos para o rio lavar a roupa, porque aqui não havia água, e com isso se perde tempo e você tem que ter força para carregar os baldes. Os homens estão sempre fora de casa para trabalhar, por isso somos nós que temos que buscar água e nos virar para sobreviver. Agora estou feliz, porque temos água limpa e em nossa própria casa”, diz Delia, segurando uma mangueira que permite regar algumas plantas ornamentais.

O diálogo foi a ponte que levou à realização de um sonho quase impossível para a comunidade José Cayuman de Lumaco, que há muitos anos espera uma solução, conta Francisco Cayuman, um dos sócios beneficiados que participou dos trabalhos para a execução da obra. É por isso que ele se emociona e olha como a água da nascente que é captada nos lagos, onde é tratada para torná-la potável, converteu-se em um sonho que se tornou realidade.

“Você vive muito mal sem água, não pode fazer hortas, é difícil para as mulheres. Ter água em casa agora é muito bom, porque está disponível para usar na cozinha, nos banheiros, no chuveiro. É água limpa, e termos água em nossas casas tem sido um avanço enorme; agora vamos cuidar da água para o futuro dos filhos, dos meus netos. A água é um recurso que deve ser cuidado e usado de forma racional”, disse Francisco Cayuman.

Ao mesmo tempo, Marcelo Colil, representante das 17 famílias da comunidade José Cayuman, agradeceu a iniciativa que já está mudando sua qualidade de vida. “Há anos que esperamos pela aprovação de um APR e nada acontece; e com este projeto vinte dias depois já tínhamos água em casa e água boa, por isso nós como vizinhos da CMPC agradecemos, pois a empresa nos contribuiu com esse projeto que é importante para nós; e fico feliz porque meu povo, meus sócios, meus vizinhos vão poder retomar o trabalho dos pomares e das estufas. Todos os sócios ficaram satisfeitos com a água, porque o projeto que nos beneficiou foi feito rapidamente e em poucas semanas já tínhamos água em casa”.

A comunidade José Cayuman está localizada no município de Lumaco, por uma rodovia pública de acesso ao setor de Calcoy, onde fica a comunidade. Em uma fase inicial, o projeto Desafio Água para o Chile beneficiou 17 famílias; em uma segunda fase, mais 15 famílias dessa comunidade serão beneficiadas.