July 24, 2020

Motivados a contribuir no meio da crise econômica causada pelo coronavirus, os colaboradores da empresa – que, por meio de seu trabalho diário de campo e de aproximação à comunidade, levantaram a necessidade de ajudar os grupos mais vulneráveis ​​- criaram a “CMPC Solidária”.

A iniciativa consiste na entrega de almoços para idosos nas comunas onde a CMPC tem presença industrial e florestal no sul do Chile, muitos dos quais estão tendo dificuldades para atender às suas necessidades básicas.

Os almoços solidários estão sendo entregues de segunda a domingo em sete municípios do sul do Chile. Por dia são entregues de 60 a 150 refeições por município, que no final de agosto, totalizarão mais de 60 mil refeições. Além disso, todos os dias novos colaboradores se somam à iniciativa.

Certos também que a pandemia causada pela Covid-19 causou um forte impacto na saúde e na economia de centenas de famílias, a empresa também buscou alinhar as diferentes necessidades das pessoas destes locais, motivo pelo qual, buscando revitalizar as pequenas e medias empresas locais, foram contratados serviços de preparação de alimentos, além de cozinheiros e vans escolares para ajudar na distribuição das refeições para cada idoso, muitos dos quais não conseguem suprir suas necessidades básicas.

Todo o procedimento é realizado respeitando os rigorosos protocolos sanitários a fim de evitar possíveis contágios da Covid-19. Para isso, protocolos e equipamentos de proteção sanitária, como máscaras, luvas, protetores faciais e álcool gel são entregues a cada equipe de cozinheiros e despachantes.  

Máscaras para a Latino América

Desde que o coronavirus chegou na Latino América, a través da sua subsidiária Softys, a empresa adquiriu um total de seis equipamentos que fabricarão máscaras cirúrgicas na Argentina, Brasil, Chile, México e Peru.

No Chile, após uma semana do início da produção dos primeiros lotes, realizada pelo equipamento instalado em Puente Alto, Região Metropolitana, a empresa realizou no dia 15 de maio a entrega oficial de 336 mil unidades de máscaras ao Centro Nacional de Abastecimento do Chile (Cenabast), para serem distribuídas aos serviços públicos de saúde e outras entidades de todo o país, conforme necessário. Um mês e meio após o referido evento, a CMPC alcançou, no dia 25 de junho, 1.344.000 máscaras entregues à referida entidade.

Até agora, o Cenabast já entregou as máscaras cirúrgicas ao Corpo de Bombeiros; ao Hogar de Cristo; à Fundação Las Rosas; residências sanitárias na cidade de Iquique; ao Hospital Paroquial de San Bernardo e à Fundação Hospital Josefina Martínez.

Além disso, a empresa também entregou outras 200.000 máscaras para várias entidades e municípios no Chile, como residentes de Puente Alto, centros médicos de San Javier e Yerbas Buenas na região de Maule, entre outros.

Na mesma linha, no dia 21 de maio, a CMPC Brasil e a Softys entregaram 300 mil máscaras ao governo do estado do Rio Grande do Sul; no 27 de maio, 100 mil unidades foram doadas ao estado do Paraná; no dia seguinte, 850 mil máscaras foram entregues ao estado de São Paulo; na semana de 22 de junho, outras 200 mil unidades foram doadas à Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul; e na semana de 6 de julho, outras 206 mil unidades também foram entregues no estado do RS, todas a serem distribuídas aos centros de saúde pública das localidades, totalizando 1.656.000 máscaras.

Como no Chile e no Brasil, na Argentina, no México e no Peru, as máscaras serão doadas a centros públicos de saúde e a porcentagem necessária também será reservada para distribuí-la entre os trabalhadores da CMPC.

Também a CMPC anunciou que complementará a produção no Chile com uma segunda máquina que será instalada na unidade de Puente Alto, alcançando assim, uma produção de 3 milhões de máscaras por mês nesse país. 

Apoio à população em risco

Da mesma forma, e com o objetivo de ajudar a atender a população mais carente a CMPC, também através da Softys, doou ao Serviço Nacional de amparo ao idoso do Chile (Senama) 100mil unidades de fraldas geriátricas e mil unidades de frascos de álcool gel Elite Professional de 1 litro.

O Senama ficará encarregado de distribuir os produtos às regiões de Araucanía, Biobío, Ñuble e Metropolitana, que se vêm mais afetadas pela contingencia. 

Além disso, no dia 28 de abril, na casa de governo do Chile, a empresa oficializou sua contribuição para nove residências do Serviço Nacional de Menores (Sename), que consiste em elementos de higiene e prevenção, como álcool gel, luvas cirúrgicas, máscaras cirúrgicas, jalecos e protetores faciais e que beneficiarão 251 meninos e meninas altamente vulneráveis ​​de lares do Sename das localidades de Puente Alto (3 lares), Los Angeles (4), Collipulli (1) e Cañete (1).

Seguindo essa linha, no dia 30 de abril, a empresa também doou ao município de Talagante (região Metropolitana) 30 litros de sabão líquido, 30 litros de álcool gel, 60 rolos de papel toalha, 100 pacotes de toalhas molhadas, 200 rolos de papel higiênico e mil máscaras.

Também, a CMPC doou 100 mil fraldas à Teletón do Chile, para serem distribuídas entre as famílias da instituição, e a empresa anunciou uma nova contribuição composta por 20 mil máscaras cirúrgicas para apoiar o trabalho dos profissionais da Teletón, especialmente para quando retornem a atender presencialmente em seus centros de reabilitação.

Além disso, no dia 26 de junho, a empresa doou 30 mil máscaras ao Ministério da Justiça do Chile para serem distribuídas gratuitamente em todas as delegacías penais do país.

Proteção para recicladores de base

Além disso, a CMPC, comprometida com os recicladores de base chilenos, doou 250 kits de higiene e cuidados pessoais em conjunto com o Ministério do Meio Ambiente e a Sociedade de Fomento Fabril (Sofofa), e com a Prefeitura de Santiago, oficializou a contribuição de outros 250 kits e cestas básicas para recicladores de base que mantêm relacionamento com a empresa por meio de sua subsidiária Fibras, a maior recicladora de papel e papelão do país.

Sanitização de ruas e espaços públicos  

Por outro lado, a empresa está tomando medidas sanitárias nas comunas chilenas de Puente Alto e Buin (região Metropolitana), Santa Juana, Santa Bárbara, Quilaco, Contulmo, Tirúa, San Rosendo, Nacimiento, Laja, Los Ángeles e Mulchén ( Região do Biobío); Angol, Los Sauces, Collipulli, Ercilla, Victoria, Nueva Imperial, Cunco, Chol Chol, Carahue, Toltén, Loncoche, Cañete, Gorbea e Villa Mininco (La Araucanía), que incluem a desinfecção de espaços públicos, entradas de centros de saúde, acessos as plantas da empresa e ruas mais movimentadas.

Clínicas Móveis

Além disso, juntamente com a Fundação Desafio Levantemos Chile, implementou o projeto “Clínicas Móveis”, uma iniciativa que busca descongestionar a rede pública e privada de saúde das regiões de Biobío, Araucanía, sul do Chile,  e Puente Alto, na Região Metropolitana, por meio de vans que permitem levar atendimento médico a residências particulares, entregar medicamentos, realizar vacinação contra a gripe (influenza) e o teste de detecção do coronovírus. Até o momento, estão operando seis Clínicas Móveis nestes locais.

Hospital de campanha no sul do Chile

Desde março deste ano, a CMPC vinha realizando uma reforma do seu antigo escritório localizado na cidade de Los Angeles, região do Biobío, Chile, para transformá-los em um hospital de campanha que busca auxiliar o serviço regional de saúde a descongestionar o Complexo de Assistência Dr. Víctor Ríos Ruiz, No dia 4 de junho, a CMPC entregou às autoridades regionais de saúde as instalações da avenida Alemania totalmente habilitadas.

Este novo hospital de campanha conta com espaços clínicos, sala de reanimação, móveis clínicos e administrativos, utensílios e acessórios de banheiro com o fornecimento de água potável quente e fria, além de espaço para pernoite de funcionários. 

COMPROMETIDOS COM OS NOSSOS COLABORADORES

Como empresa também tomamos diferentes medidas e geramos várias ações que nos permitem cuidar de nossos trabalhadores e continuar com a produção de produtos que hoje são tão necessários para as pessoas.

A continuidade das nossas operações é de extrema importância, porque os produtos que fabricamos – como celulose, produtos tissue, papelão, madeira, entre outros – são fundamentais para a elaboração de artigos tão necessários para a sociedade nestes dias, como máscaras, fraldas, papel higiênico, embalagens de alimentos ou medicamentos, etc.

Desde fevereiro, a empresa implantou seu protocolo progressivo de gerenciamento interno que garante total conformidade com as recomendações das autoridades de saúde em todo o mundo e localmente. Estes protocolos se atualizam periodicamente em cada país onde a CMPC mantém suas operações e tem como base as melhores práticas internacionais.  

De fato, preventivamente, estamos tomando medidas para operar com o menor número possível de colaboradores, cientes de que minimizar o risco de exposição e contágio requer evitar o máximo possível o contato entre as pessoas.

As medidas de cuidado e proteção para toda a equipe da CMPC, em todos os países em que operamos, incluem a implementação imediata do trabalho remoto dos profissionais das áreas administrativas – medida implementada desde 16 de março e que tem funcionado corretamente – a adaptação de turnos operacionais para minimizar o contato em nossas plantas e a implementação protocolos para serviços de limpeza, alimentação e transporte.

Algumas das medidas implementadas nas plantas foram: limpeza e desinfecção permanente, controle de reuniões coletivas, implementação da distancia de segurança entre os colaboradores, aumento do número de ônibus de traslado para o transporte mínimo de pessoas, entre outros. Permanentemente se analisam novas medidas para incorporara-las ao protocolo. 

Sem o trabalho diário realizado por todos os colaboradores em planta – junto à observância dos protocolos de segurança e higiene – não seria possível dar continuidade as operações necessárias para manter a cadeia produtiva a serviço da sociedade. A todos vocês meu muito obrigado!

Além disso, tomamos outras medidas de precaução que ajudam a minimizar o contato com o vírus. Viagens nacionais e internacionais foram canceladas, favorecendo reuniões virtuais, por telefone ou videoconferência. A participação em eventos também foi suspensa até novo aviso.

Para manter informados os colaboradores da empresa, o gerente geral da CMPC, Francisco Ruiz-Tagle, conduziu Diálogos por videoconferência, acompanhado pelo Dr. Carlos Pérez, reitor da faculdade de Medicina da Universidade San Sebastián (Chile) e especialista em doenças infecciosas, com colaboradores das fábricas das três áreas de negócios.

Além dos Diálogos, o gerente geral visitou as fábricas da CMPC Celulose no sul do Chile (Pacífico, Santa Fe e Plywood) para corroborar em campo as medidas de segurança e higiene, além de conversar com os colaboradores e responder dúvidas e preocupações.

A empresa continua atenta à evolução e ao impacto do coronavírus nos diferentes mercados em que atua para poder gerar medidas que permitam lidar com essa situação de forma rápida e responsável.