Relacionamento Comunitário

Relacionamo-nos de forma honesta e direta com a diversidade sociocultural das pessoas que habitam os diferentes ambientes em que atuamos. Cada negócio e subsidiária, assim como a Fundação CMPC, possuem políticas, programas, projetos e atividades, de acordo com cada necessidade detectada

Definimos como comunidade local as pessoas, grupos, lideranças, autoridades e representantes da esfera político-territorial e funcional, da mesma forma, organizações, corporações e empresas que se relacionam ou têm interesse na relação com a empresa e/ou potencialmente impactadas pelas suas operações, que possuem especificidades e dependem do território onde se desenvolvem as diversas operações da CMPC, sejam florestais, industriais ou logísticas.

Na CMPC Celulosa: temos um modelo de trabalho baseado no reconhecimento dos impactos da atividade florestal e industrial e na gestão de controvérsias; Nossas operações são realizadas com prévia consulta e acordo com as comunidades vizinhas das nossas plantações, gerenciando os compromissos adquiridos com as mesmas, por meio de pesquisas participativas onde são as comunidades que priorizam suas necessidades nas questões econômicas, ambientais e de segurança. Nessas pesquisas, a prevenção de incêndios surgiu como uma questão prioritária.

Algumas das ações de articulação entre as operações e a comunidade são:

  • Reuniões regulares com organizações sociais.
  • Entrega de informações sobre operações florestais e industriais à comunidade.
  • Reuniões com autoridades públicas locais.
  • Programas e workshops realizados com vizinhos e comunidade em geral.
  • Abertura das fábricas para visitação, onde são esclarecidas as dúvidas da população e apresentado o processo de produção.
  • Palestras ambientais, que contribuem para a conscientização local sobre a área.
  • Consulta no decorrer de tarefas florestais.

Todas essas ações estão inscritas em um Plano de Relacionamento com a Comunidade, que consiste nas seguintes etapas:

1. Diagnóstico e identificação 2. Investimento social 3. Monitoramento e Avaliação
Processo associativo definido pela CMPC e comunidade para conectar, com o objetivo de dirimir disputas, contribuir para o desenvolvimento e gerar crescimento local. Identificação de oportunidades de trabalho conjunto, pontos críticos derivados da interação (ou não) entre a empresa, a comunidade e a autoridade local e/ou nacional. Definição de métricas para avaliação social dos projetos, facilitando futuras tomadas de decisão.

Comunidades urbanas e rurais no Chile

Vizinhos diretos Organizações comunitárias Comunidades mapuches Municípios Regiões
195.000 1.450 425 133 6

Comunidades urbanas e rurais em Guaíba, Brasil

Vizinhos diretos Organizações comunitárias
Zona industrial Zona bosque (rural e tradicional)
20 mil 40 mil 284
A empresa possui uma Política de Articulação com Comunidades Indígenas em seu Plano Social, que visa expressar absoluto respeito à etnia, às tradições e às opções de desenvolvimento das diversas culturas.

Ativos de produção com relacionamento comunitário ativo

  2020
Ativos com consulta sobre ativos totais em produção  
763/1.624 46.96%
CMPC Bosques Brasil 315/1.020 30,90%
CMPC Bosques Chile 418/562 74,30%
CMPC Pulp y Maderas 10/10 100,00%
CMPC Biopackaging 2/13 15,00%
Softys 18/19 94,00%

Nota: durante o ano 2020 não houve projetos de desenvolvimento ou consultas à comunidade associados ao desenvolvimento das operações mencionadas.