Abastecimento Responsável

O processo de abastecimento conta com uma política que estabelece as diretrizes corporativas para a gestão de fornecimento de bens e serviços em todos os países onde operamos, regulando as etapas de uma solicitação de compra e velando para que os processos de licitação sejam responsáveis, competitivos e de benefício mútuo, tanto para o fornecedor/contratista, como para a empresa, segundo os seguintes aspectos:

  • Máxima eficiência de custos mediante o desenvolvimento de negociações que permitam obter vantagens de economias de escala.
  • Negociações em um contexto que garanta o cumprimento do Código de Ética, do Manual de Livre Concorrência e as políticas corporativas da CMPC. A Companhia opera e interage com os fornecedores que contribuem para o cumprimento de suas políticas e objetivos de sustentabilidade.
  • Definição de uma estrutura organizacional para desenvolver a gestão do fornecimento de bens e serviços das respectivas filiais, garantindo um controle adequado dos riscos e o cumprimento desta política, as normas e procedimentos complementares.
  • Os processos de compra, recepção e pagamentos correspondentes à gestão de fornecimento de bens e serviços devem ser realizados exclusivamente através do sistema corporativo SAP.
  • Os fornecedores de bens e serviços da CMPC devem ser avaliados periodicamente em relação ao cumprimento das especificações de qualidade dos bens ou serviços, os termos de entrega, a gestão de riscos e outras obrigações dos respectivos contratos ou ordens de compra.

Esta política conta com objetivos ASG, que no caso do fornecimento de madeira, tem o foco em incentivar os fornecedores a se certificarem, priorizando seus volumes em comparação com outros volumes de fornecedores não certificados. Também, a construção de boas relações com os fornecedores locais.

Existem avaliações a cada novo fornecedor ainda não registrado, e de forma anual, todos os que faturam ao redor de US$ 1 milhão/ano.

Os maiores riscos medidos na avaliação dos fornecedores são:

  • Apoio financeiro
  • Proprietários únicos com faturação exclusiva à empresa
  • Acidentes de trabalho
  • Falta de pagamento de pensões a seus trabalhadores
  • Certificações aplicáveis
  • Conflito de interesses
  • Delitos globais (tráfico de pessoas, terrorismo, etc.).
  • Problemas ambientais

A verificação do fornecedor se baseia nos itens: análise financeira, regularidade fiscal, registros obrigatórios e avaliação técnica. Os fornecedores com uma pontuação global menor a 60% (mal ou muito mal) em 2 anos consecutivos ou 3 oportunidades em 5 anos, não podem ser fornecedores da CMPC.