Energia

Na CMPC necessitamos grandes quantidades de energia térmica e elétrica para nosso funcionamento, o que representa custos de produção importantes e ademais possuem direta relação com as emissões de gases de efeito estufa. É por isso que a melhora do rendimento energético é um de nossos principais desafios operacionais, para o qual desenvolvemos ações concretas.

Devido aos resultados positivos obtidos pela gestão energética nas três plantas de celulose no Chile, desde 2016 temos como objetivo implementar SGEn nos principais processos produtivos de cada unidade de negócio; que nos permitirá ser mais eficientes e competitivos nos mercados em que participamos, ao mesmo tempo que procuramos atividades e processos mais sustentáveis.

O consumo de energia elétrica em 2017 alcançou um total de 4.671 GWh que corresponde em grande parte às necessidades das plantas de celulose, as quais representam 65% do total do consumo elétrico da CMPC. Entre as plantas de Papéis e Tissue o gasto energético alcançou 1.631 GWh, que corresponde aos 35% restantes.

Consumo e geração de energia elétrica da CMPC em 2017

Celulose Tissue Papéis
Chile Latam Chile Latam Chile Latam Total CMPC
N° Turbinas 9 5 1 1 1 0 17
Consumo elétrico (GWh) 2.036 1.004 226 758 640 8 4.671
Capacidade nominal (MW) 434 248 22 22 53 0 779
Geração elétrica (GWh) 2.129 933 144 135 336 0 3.677
Geração elétrica (%) 58 25 4 4 9 0 100
Geração/Consumo (%) 105 93 64 18 53 0 79

Em novembro de 2017 cada uma das filiais das CMPC Celulose do Chile foi premiada com o Selo Gold de Eficiência Energética entregue pelo Ministério de Energia do Chile e pela Agência Chilena de Eficiência Energética. O selo é outorgado àquelas empresas lideres na gestão de energia. Na oportunidade, a Filial Pacífico obteve o prêmio máximo enquanto a Filial de Santa Fé classificou-se entre as três finalistas.